Temporada 2016 de exposições no Paço das Artes

Estivemos registrando a abertura da temporada 2016 de exposições no Paço das Artes na Cidade Universitária em São Paulo.

Reduto de experimentação e inovação em artes visuais contemporâneas, o Paço das Artes fica sem casa a partir de março, quando deixa o prédio no qual está sediado desde 1994, na USP, e o devolve ao Instituto Butantan, proprietário do espaço.

Em abril, a programação de exposições migra para a Oficina Cultural Oswald de Andrade, que receberá uma retrospectiva da artista Lenora de Barros, enquanto a Temporada de Projetos será abraçada pelo MIS.

Responsável pelo espaço criado em 1970, a Secretaria de Estado da Cultura afirmou que está em busca de uma nova sede para ele. Segundo a pasta, a medida não vai provocar demissões. É a crise afetando também a cultura na cidade de São Paulo. Mas temos que lembrar disso na hora de votar.. lembre-se que a crise que está aí é provocada em primeiro lugar pela politica do Governo Federal que está afetando todos os estados brasileiros.

Anúncios

O fim do Paço das Artes na USP?

Ontem estivemos no paço das artes em SP para registrar a abertura da temporada 2016 de exposições. Além da nossa amiga Anaisa Franco que sempre traz obras bem interessantes e criativas , pudemos registrar a performance de Maurício Dias e Walter Riedweg, que você pode assistir um trecho no vídeo acima. Muito divertido.

Aproveito para comentar a notícia do fim do Paço das artes.. isso mesmo.. faz anos se falava que o museu teria de deixar sua sede na Cidade Universitária, onde está há mais de duas décadas, para dar lugar a uma ampliação do Instituto Butantan. Aqui entra uma dessas coisas engraçadas do Brasil. Agora com esse negócio de epidemia da dengue finalmente estão decididos a instalar no local uma fábrica de vacinas contra dengue, etc. Isso é claro é muito importante , pois temos que combater essa epidemia. Mas me pergunto com tantos prédios públicos abandonados e sendo depredados porque antes não arrumam um outro espaço digno para estas exposições. Ou então porque não deixar o paço das artes lá onde já se consagrou e serviu de cenário para inúmeras exposições e feiras de arte, já virou um monumento às avessas de como se cria e se mostra arte neste país pois é um celeiro de artistas que estão entre os mais criativos da cena nacional diferente de outros locais onde tem exposições cada vez mais engessadas e sem nenhuma ousadia.

Então ainda resta um último suspiro de esperança, fazendo-se um abaixo assinado pela manutenção do Paço das Artes.. ontem foram recolhidas no local um pouco mais de 100 assinaturas.. muito pouco.. mas agora na internet quem sabe a coisa seja diferente..

Investindo em Cinema 3d, 4d ou 6d

Hoje em dia a tecnologia digital proporciona uma ótima experiencia em imagens 3d. Com um projetor 3d e um óculos 3d polarizado pode-se ter uma imagem com excelente qualidade e um ótimo efeito de profundidade com efeitos que “saltam” da tela.

A diferença entre cinema 3d, 4d e 6d (agora também 7d) é que no caso de cinema 3d estamos nos referindo apenas a uma projeção com imagens 3d e nada mais.

No caso de 4d trata-se de imagens 3d associadas a efeitos como água, vento, luz (raios /strobo) e bolhas de sabão , por exemplo.

E no caso de 6d , são as imagens 3d com óculos  mais os efeitos todos e acrescido do movimento das cadeiras.

Então para montar um sistema de projeção 3d o investimento é menor pois normalmente vai precisar de um ou 2 projetores e mais os óculos 3d e mais uma tela 3d em alguns casos.

cin4d3

Já no caso do 4d vai gastar a mais com uma placa de controle de efeitos 4d e mais os equipamentos para cada efeito , por exemplo ventiladores para o vento e máquina de bolhas de sabão ou uma bomba de água e mangueiras.

E o 6d  o investimento é maior pois vai ter que ter uma plataforma com motores elétricos ou com sistema pneumático para o movimento e mais a placa de controle de movimento, etc. Mas mesmo  assim , o investimento em um sistema 6d vale a pena pois o impacto é muito maior e o retorno também.

A boa notícia é que seja qual for o sistema que você precisar nós temos o know-how para montar para você. Damos toda a assessoria para o seu negócio ,desde o inicio , até após a entrega do equipamento, além do que podemos fornecer filmes em 3d e até mesmo desenvolver projetos especiais.

Podemos também ter opções como um sistema de foto que tira a foto das pessoas no inicio da sessão e deixa armazenado em um banco de dados para controle de bilheteria.

Podemos inclusive fazer montagens de cinemas  em caminhões ou infláveis. São inúmeras possibilidades.

cine4d2

Também temos uma equipe para a criação de filmes 3d em computação gráfica ou mesmo em imagens reais captadas por cameras 3d.

Também estamos desenvolvendo projetos usando os famosos Oculus Rift de realidade virtual . Podemos construir uma plataforma ou um “carrinho” usando a tecnologia dos Oculus Rift ou mesmo a opção mais barata usando celulares como o Samsung VR ou outros.

CINE7D.jpg

Entre em contato : 11-97254-1644

 

Meio e Mensagem

vestivel

Marshall McLuhan foi um destacado educador, intelectual, filósofo e teórico da comunicação canadense. Conhecido por vislumbrar a Internet quase trinta anos antes de ser inventada

Na década de 1960, Marshall McLuhan apresentou suas teorias, um tanto quanto visionárias, acerca das tecnologias. Para o autor, os meios tecnológicos são uma extensão do corpo humano que ampliam as capacidades do homem, ou dos próprios sistemas e instrumentos criados pelo homem, para além de si. Por exemplo: a roda seria uma extensão das pernas, a roupa seria uma extensão da pele, e etc.

Vale dizer que os próprios meios tecnológicos não se detêm em suas formas físicas, materiais. O alfabeto, que seria uma extensão da linguagem humana, neste caso, teria posteriormente sua capacidade expressiva ampliada através dos meios impressos. Meio e mensagem manifestam-se em simultâneo ­- o livro contém a palavra impressa, que contém a escrita, contendo o discurso, e assim por diante. Neste exemplo podemos entender que “o conteúdo de um meio é sempre outro meio” e nele encontramos uma mensagem.

O meio é qualquer extensão de nós mesmos, do nosso corpo ou mente ou sentidos. Noutras palavras, um meio é qualquer coisa a partir da qual surge uma mudança. Sendo assim, a mensagem não pode ser simplesmente reduzida ao conteúdo ou informação que o meio veicula, pois, desta forma, excluiria a sua mais importante característica: o poder de mudar, moldar e influir nas relações e atividades humanas. É ai que encontramos a máxima de McLuhan, sua famosa e controversa frase: “o meio é a mensagem”.

meio

McLuhan chegou à conclusão de que só o fato de existirem aparelhos que nos deixam falar com pessoas que estão longe como um celular ou a internet hoje em dia ,que nos deixam captar momentos passados através de imagem (parada ou em movimento) como a máquina fotográfica ou a câmera de vídeo, só esse fato já pode ser considerado como mensagem, daí a expressão: “The medium is the message- O meio é a mensagem”. A forma com a mensagem é passada, isto é, o meio, é tão importante como a mensagem transmitida pelo mesmo, pois sem o meio, seria impossível transmitir a mensagem.Temos como um dos exemplos o radio que é o meio, a mensagem é a fala, sendo esta também um meio. Todos os meios, quer sejam celulares, computadores, tablets, máquina fotográfica, entre outros, são extensões do nosso corpo, mente ou sentidos: a fotografia é uma extensão da visão, a música é uma extensão da audição, a roupa é a extensão da pele e assim sucessivamente. Em conclusão:

“Os suportes da comunicação e as tecnologias são determinantes na mensagem: os conteúdos modificam-se em função dos meios que os veiculam. O meio é a mensagem porque é o meio o que modela e controla a escala e forma das associações e trabalho humanos”

Achei interessante publicar isto aqui no nosso blog pois estas idéias apesar de terem sido formuladas a quase 50 anos estão valendo cada vez mais para os tempos atuais.

Hoje está se falando, por exemplo, em tecnologia vestível, ou seja você usar no seu corpo equipamentos e acessórios tecnológicos que permitem ao ser humano interagir cada vez mais com a informação em tempo real e de uma forma nunca antes imaginada.
Um exemplo são os relógios , pulseiras e colares inteligentes que estão sendo lançados ultimamente. Tem aquele colar que traduz entre diferentes idiomas em tempo real , aquela pulseira bluetooth que mede o seu desempenho esportivo e ainda envia mensagens de incentivo ou de alerta conforme você está fazendo as atividades físicas, os relógios da Apple ou Samgung que emitem avisos e mensagens das mais variadas e por fim os óculos de Realidade Virtual da Google ou do Facebook (Oculus Rfit) que permitem uma imersão no mundo virtual e até mesmo em alguns casos uma mistura entre o real e o virtual.

E é de tudo isto que trata este blog, nossas pesquisas de tecnologia, programação, análise de mercado, busca por conhecimentos de novos meios e técnicas para cada dia mais avançar neste mundo de novos desafios e experiências. E muitas vezes também contestar até que ponto toda esta tecnologia vai levar o ser humano, as transformações , os diferentes pontos de vista, os desafios e os perigos do excesso de tecnologia em nossas vidas, questões de segurança e privacidade, o meio ambiente, as relações das pessoas e dos medias, enfim vamos discutir tudo que está relacionado a tecnologia mas não apenas isso.

Nós da UberGeek estamos sempre com as antenas ligadas , não queremos deixar escapar nada , estamos prontos para oferecer o melhor em consultoria sempre seguindo as últimas tendências do mercado. Nós somos a agência de midia interativa que você estava procurando.

Nasce a UberGeek!

ubergeek

Estamos a postos para o trabalho. Aceitamos os maiores desafios.. somos determinados, estamos pesquisando e desenvolvendo as tecnologias que vão atrair e entreter o público no seu evento,  pontos de vendas, feiras de negócios e intervenções artísticas e culturais.

Vamos mostrar ao que viemos ! Entre em contato para parceria e negócios!

TEL: 11-97254-1644  e 11-3354-1768